sábado, abril 07, 2012

Censo de Aves Comuns

O Censo de Aves Comuns (abreviadamente designado por CAC) é um programa de monitorização a longo prazo de aves comuns nidificantes e seus habitats, em Portugal. Foi lançado pela SPEA, em 2004, no Continente e na Madeira, tendo iniciado nos Açores em 2007.

Por exemplo o Índice de Aves Comuns é utilizado como Indicador da Estratégia Nacional de Desenvolvimento Sustentável e o índice de Aves Comuns de Zonas Agrícolas é utilizado como indicador do Programa de Desenvolvimento Rural. Em conjunto com dados de programas similares noutros países da Europa, os nossos dados estão a produzir indicadores para medir o progresso relativamente às metas estabelecidas pela Convenção sobre Diversidade Biológica e pela União Europeia de travar o declínio da biodiversidade.

Novidades
Já está disponível a adaptação para Portugal do website de identificação de aves BirdId.
O BirdId é um site norueguês de desafio de identificação de aves através de fotos ou vocalizações das espécies, com distinção de diferentes níveis de dificuldade. A principal novidade relativamente a outros do género é a adequação dos níveis de dificuldade à realidade de cada país europeu (nos níveis mais fáceis), sendo também de destacar o facto de ter também a componente dos sons das aves e ainda de permitir a realização de um teste formal (gratuito) com o objetivo de certificar as capacidades de identificação dos observadores.

O BirdID é uma iniciativa da universidade norueguesa HiNT (Nord-Trondelag University College), que é uma das entidades que gere o programa de monitorização de aves comuns da Noruega. Por esse motivo, a via de contacto para tradução e adaptação dos níveis de dificuldade a cada país foram as organizações nacionais responsáveis por este tipo de projetos, ou seja, a SPEA (e especificamente a equipa CAC) no caso de Portugal. As orientações específicas fornecidas pela HiNT fazem com que, independentemente do país escolhido, o site esteja especialmente direcionado para aves nidificantes (uma vez que as espécies não reprodutoras surgem só nos níveis mais difíceis).

O BirdId contém uma subpágina de cada país, que pode também ser acedida a partir do mapa da respetiva página principal, onde constam mais informações sobre a adaptação deste site para Portugal (incluindo sobre a atribuição do nível de dificuldade para cada espécie) e também sobre o funcionamento dos exercícios de identificação.
Este site, para além de ser divertido de utilizar para qualquer observador de aves, independentemente do seu nível de experiência, constitui um verdadeiro incentivo para o aprofundar dos conhecimentos de identificação visual e auditiva por parte dos seus utilizadores.
Experimente e aprenda!

Mais informações aqui :
Enviar um comentário